04 julho 2008

A face da alma

Foto de Hugo Amador

Retirada a venda e a mordaça,
conheci o que me era estranho,
e deixei o coração sangrar.
O amor parecia uma ameaça,
sendo tão forte como antanho,
sem promessa aos pés do altar.

No teu corpo como tatuagem,
a forma da mudança alada,
que é na minha vida um juízo.
Recomeçar sem medo da viagem,
porque a alma não está cansada,
e da tua viu a face, nesse sorriso.

28 comentários:

vero disse...

Profundamente belo este poema meu querido amigo, li e reli e gostei cada vez mais ... Obrigada meu amigo :)

Beijinhos***

mundo azul disse...

...bonito!
Gostei do seu poema, gostei desse espaço!
Beijos de luz e muito grata pela sua visita...Volte sempre!

karla disse...

lindo este poema........

Esyath disse...

Daniel,

devemos começar pelo que nos é mais estranho, para que finalmente saibamos o que nos realmente é íntimos ou não...

Beijos (Des)conexos!

Vera disse...

Adorei o poema Daniel! Li, reli e levo-o no corpo, como tatuagem :)

Beijinhos

Suave Toque disse...

Olá, vim agradecer tua visita e ler algo lindo também.
Desejo te um feliz domingo.
Beijos

Suave Toque

Ana disse...

Mudança. Recomeço. A mesma força e a mesma coragem
És tu, Daniel, nas palavras e nas emoções.
Um beijo.

Sonia M. disse...

Em cada palavra me revejo..este canto é perdição para quem a voz do silêncio é a mais alta das comunicações. Vou linkar-te e voltarei, para te ler..

em silêncio.

Sonia

Beatriz disse...

Recomeçar sem medo da viagem... Muitas vezes é difícil recomeçar, muitas vezes é difícil não ter medo... Mas o verdadeiro recomeço só se faz mesmo quando sabemos que sorrisos hão de florescer junto dos nossos passos.

Que flores e estrelas, amigo querido, entrelacem doces sorrisos no teu coração, para que a caminhada se faça sempre com a alma iluminada.

Um beijo no teu coração, com o desejo de que tua semana seja linda!

Vênus disse...

Tão belo, como sempre, és!
Beijos...Dia 26 conhecerei tua terra meu amigo.

Um beijo!

instantes e momentos disse...

lindissimo post, lindo blog.parabens

cõllybry disse...

Quantas vezes,que certamente entramos pela mesma porta...

A Alma tem a força que a razão desconhce...Sempre com prazer leio
a Tua bela poesia...

Beijito

bernard n. shull disse...

hi mate, this is the canadin pharmacy you asked me about: the link

andorinha disse...

Quando a alma não está cansada, tudo é possível.
Um beijo com um sorriso para ti.

© Piedade Araújo Sol disse...

muito bonito e bem trabalhado na sua simplicidade, que torna este poema muito bom.

beij

Miosotis disse...

... coisa linda, Daniel! Fiquei 'colada' aos três últimos versos!

Sensibilizada pelo olhar afectuoso em 'fragmentos'!

Beijo amistoso

... gosto muito do teu novo tema 'musical'! Voz intensa!

Eli disse...

Já não me espanta o teu talento! Espantava-me se não o encontrasse!

A imagem está fantástica! Adorei!

:)

Parabéns pela continuidade da qualidade.

Alvaro Gonçalves disse...

Olá meu amigo,

Mais uma vez aqui chego e minha alma encontra paz ao sentir-me em casa aqui neste teu cantinho tão maravilhoso, junto destas palavras que de teu coração brotam.
Xi - corações.

poeta_silente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
poeta_silente disse...

Daniel.
Que linda esta poesia!!!
Interessante que ela me tocou profundamente... como se houvesse uma identificação com minha vida...
Quanto ao teu comentário no meu Tratos, eu também nunca te esqueço. Eis que teu Blog está na minha página personalizada e acompanho todos teus posts. Posso aqui não vir, mas te acompanho sempre.
beijinhos
Deus te abeçoe.
Miriam
P.S.: Apaguei a anterior pois havia um erro de digitação.

Leonor disse...

ola daniel
e para dizer que nao se deita fora uma amizade virtual de 3 anos. e por isso quando posso passo por aqui
beijinhos

Vanda disse...

Boa tarde Daniel!

E sentindo o que escreves, não posso deixar de brindar a todos os re.inicios de viagem! Todos os que já se cumpriram e todos os que a nossa alma há-de inventar e procurar!

Bons ventos te levem!

Anónimo disse...

sorriso que reflete alma
tatua na carne
o amor

Beijos, carinho,
AdéliaTheresaCampos

Cöllyßry disse...

Intenso e delicado, como deverás Ser...

Beijito

Vieira Calado disse...

Penso que já cá tinha vindo, há muito tempo.
É sempre bom reencontrar a poesia.
Bom fim de semana

Inkieta disse...

Som doce o da Brandi.. Excelente companhia para quando a venda e a mordaça é retirada, sem refúgios, nem limites.. Quando tal acontece, já não é o estranho que nos acompanha.. É o sorriso que nos corta o limite do espelho e nos permite o Tudo!

Passando por aqui, vinda através de um comentário em "corposealmas", um blog que muito me diz..

Entrei neste teu e sorri.. Senti-me em casa.. :)

Inkieta disse...

Ali em cima era "Excelente companhia para quando a venda e a mordaça são retirada, sem refúgios, nem limites.." rs

Deve ter sido por ter ficado inebriada pelo teu canto. :)

Anjo De Cor disse...

Como diz outro comentário "Quando a alma não esta cansada, tudo é possível "... a vida é assim mesmo, morremos e nascemos para nós próprios me para os outros após cada queda...
Adorei! excelente como sempre querido Daniel ;)
Bjs
SS