18 setembro 2008

Memórias do Futuro

E as asas estendo, espreguiçando a rotina…
Perdido no espaço da realização pessoal,
vendo o tempo a passar, que desperdício…
E, num jogo arriscado, procuro minha sina,
escalando o medo para vencer o mal,
pelo monte da caveira até ao suplício…

Renascerei para que possa ser diferente.
Embarcado numa nau de luz ofuscada,
atravessando o breu da mediocridade
duma pátria de pequena e pobre gente,
em que a desilusão nos chega do nada,
e a sorte não é sinónimo de felicidade.

26 comentários:

Anjo De Cor disse...

;)
Excelente ...
palavras que tocam...
Bjs
Sónia

Alvaro Gonçalves disse...

Mais um maravilhoso poema meu amigo.
Bjs em seu coração.

Beatriz disse...

Renascer para que possa ser diferente... fazer diferente para que se possa (re)nascer na busca da própria sina vivendo dentro do tempo.

Te deixo um ramalhete de violetas azuis, amigo querido, para enfeitar o teu domingo.

JRL disse...

Querido Daniel,

Já viste o filme para miúdos, "Ratatouille"? Além de eu ter adorado, houve lá uma parte a que achei iemnsa piada. É tão subtil quanto verdadeiro. Equanto nos agarramos às memórias e ao dia de ontem não conseguimos olhar para as coisas boas que estão ali à nossa frente, simplesmente à espera de nós.

Beijo grande.

Lena disse...

Vim deixar-te um beijo...

***

Leonor disse...

ola daniel
continuas com uma grande inspiração.
relativamente ao que disseste, de nao saberes se vale a pena dar aulas já,
daqui a uns anos ja nao vao ser precisos professores. será tudo pelo computador. ou achas que nao?
beijinhos

mundo azul disse...

O seu poema é um encanto! Gosto quando leio bons versos...


Beijos de luz e uma semana feliz!!!

Sophiamar disse...

Gosto dos teus poemas, Daniel.
Já és diferente. Não precisas renascer. Essa é necessidade do sujeito do teu poema.
Tu és um bom amigo.

Beijinhos

Ana disse...

A diferença está na coragem com que enfrentas a travessia. Está nas palavras que escreves traduzindo o teu sentir.

Gosto sempre de te ler, Daniel, e mesmo que te julgues em fase de lagarta eu bem te vejo as asas ... :-)
Um beijo.

Rosa disse...

É preferível ser diferente para renascer. Digo eu... :)

andorinha disse...

Memórias do futuro, promessas do presente. Um poema que mostra como és diferente, Daniel.
Um beijo.

Betty Branco Martins disse...

olá:) querido Daniel






.cheguei!!!_______das minhas férias:)


obrigada pela visita.e pelo carinho da leitura.e.da.palavra


.agora é só mesmo um___olá!
volto mais tarde para ler e comentar








beijO_____C_____carinhO

© Piedade Araújo Sol disse...

todos precisamos de renascer.

fica um beij

Walter disse...

è raro encontrar um homem cujas palavras e poesia destilem tanto sentimento, aliás o sentimento é a métrica dos teus versos!mt belo mm
walter

Morgana La Folle disse...

Fazes bem em ter asas... :)

Beijo*

(O principal disse atrás. Em parêntesis fica que eu não acho que a nossa pátria seja "de pequena [e pobre] gente". Penso que somos até bem grandes; temos é um não-sei-o-quê que nos impede de nos afirmarmos).

aflordapele disse...

Palavras cruas, tão cheias de verdade...
Fica um abraço

Betty Branco Martins disse...

.querido Daniel




.______nada de definido - nem que nos permita definir-nos______uma espécie de potência latente... como se houvesse apenas faltado a ocasião para cumprirmos no mundo real os gestos dos nossos sonhos_____conservamos a impressão confusa___não de os ter realizado___mas de termos sido capazes de os realizar. sentimos esta potência em nós como o atleta conhece a sua força sem pensar nela

.actores miseráveis que já não querem deixar
os seus papéis gloriosos_____somos


para nós mesmos___seres nos quais dorme.amalgamado.o cortejo ingénuo das possibilidades das nossas acções e dos nossos sonhos_____...

André Malraux, in 'A Tentação do Ocidente'







beijO_____C______carinhO

cõllybry disse...

Vir e ir, uma constante, na vida fisica,mas como a lembrança está esquecida, nós esquecemos de novo...
Delicado...

Beijito

Su disse...

como sempre..um prazer ler.t

e perder.me por aqui


jocas maradas...sempre

Beatriz disse...

Deixando uma orquídea lilás para enfeitar tua semana, amigo!

Fica também um beijo no coração!

karla disse...

Renascer.... cm a Fénix, das cinzas......

vero disse...

Olá meu amigo
passei para te ler uma vez mais, adorei o escrito, a música é fantástica... :)


Beijinhos***

tulipa disse...

AMIGO DANIEL

convido-o a visitar o meu blog:
Momentos Perfeitos, pois participei num raid fotográfico e coloquei 2 das fotos que fiz.
Gostaria da sua opinião, pode ser?

Adoro bosques e pinhais, adoro fotografar árvores.
MAR, água e sol, nuvens, tudo o que tenha a ver com a Natureza.

Boa semana.
Beijinhos.
ADOREI A MÚSICA.

tulipa disse...

AH...
também adoro a sua escrita.
Quem me dera, um dia saber brincar com as palavras como o Daniel, para já saem-me estas palavras, cá de dentro:

Caminhos
muros, pedras
portas
rangem de fúria
desconcertam-me
estremeço
oiço vozes
grito, fujo
vou sem destino.

Beatriz disse...

Deixando o sorriso de um anjo brincando numa rosa azul, para enfeitar o teu dia.

Betty Branco Martins disse...

.querido Daniel




passei





para.te.deixar






_________________um:))








beijO____C____carinhO
bFsemana