04 janeiro 2009

O tempo sem dono...


Foto de Patrick Gonzales

São penas, Senhor, da pomba da paz!
Serão castigos por causa da guerra?
Será compaixão por tanto sofrimento?
Olho à volta a gente que jaz,
sem ânimo na defesa da terra,
procurando um novo alimento…

Sei que a fé mudará corações,
que as almas serão mais unidas,
quando o Anjo largar suas penas.
Nascem e morrem as nações,
são tantas as vidas perdidas,
e o filme repete-se nas cenas…

Nada pára. O que foi já era.
Só o amor merece esta luta
pela renovação efémera do eterno.
Não perder, quem me dera
ser o decisor desta disputa,
e fechar de vez as portas do inferno!

15 comentários:

CelyLua - O blog das Letras disse...

Nobre poeta Daniel,
Adorei conhecer teu belíssimo blog. Esta recepção encantadora com esta bela melodia é fantástico!
Parabéns e aplausos!
Texto riquíssimo de palavras com sabedoria e entendimentos... palavras repletas de inspiração certamente vinda do teu abençoado coração poético.
Enfim, em todos fragmentos estar presente sua sensibilidade.
Deus abençoe você infinitamente!
Sucessos e minha reverencia pra ti grandioso poeta.
“Feliz 2009!.”
Já adicionei aos meus favoritos.

Carinhosamente, fã do blog,
Cely Cavalcanti.

vero disse...

BELO, BELO, BELO... alias nem seria de esperar outra coisa vinda de ti meu amigo... as tuas palavras tocam-me imenso :)... obrigada e um Bom Ano 2009

Beijinhos

Arabica disse...

Só o sagrado


merece esta luta...


Até lá, à descoberta, a esperança farpa-se na pele, em desalento...


Beijos

OnlyMe disse...

Obrigada pela visita ao meu cantinho.
Gostei muito do teu blog. Palavras sentidas, textos fantásticos. Mesmo que não o fosse, só pela música que adoro de paixão, Cidade dos Anjos, um dos meus filmes preferidos, já tinha valido a pena!
Voltarei para te ler!!
Jinhos :)

cris disse...

Daniel, meu querido,

Não perdes, sente-se isso, a cada palavra que escreves.
Gosto-te.
Love is alive, always!

Beijo amigo

Cassiopeia disse...

Querido Daniel,
Ainda bem que passaste por lá que eu nem tinha cara para vir bater-te à porta. Obrigada...
Agora volta lá e faz-me uma posta no poeminha que somos amigos de letras! :)
Por falar em letras, as tuas continuam tão verdadeiras e tocantes como sempre.
Isto está tudo mal, tudo mal...

Muitos beijinhos
da Cassiopeia

Vera disse...

O amor merece todas as lutas Daniel! O poema é lindo :)

Tens um prémio no meu blog.

Beijo grande

© Piedade Araújo Sol disse...

o teu poema está muito bom, aliás como já é habitual.

a foto está muito beme scolhida.

e mais uma coisa...gosto muito da música de fundo...

beij

ลndreia disse...

Parar é morrer! *

Alvaro Gonçalves disse...

Boa noite Daniel,

Que bom aqui voltar ao fim de algum tempo de ausencia e ler mais uma vez um poema tão belo, obrigado por mais este magnifico poema.
Mas antes de ir, quero ainda te desejar um 2009 cheio de saude, motivos para sorrir, sonhos maravilhosos e muito amor, pois com tudo isto a vida é um verdadeiro manancial de paz e harmonia.
Xi - corações mil

Betty Branco Martins disse...

.______querido Daniel





o teu poema_______uma oração


que toca




[lA]___________no coração










beijO______ternO

Lina (mar revolto) disse...

Em prol do amor vale tudo e tu sabe-lo melhor do que ninguém.

Olha cheguei das terras de Morabeza onde o sol esquenta e já me apetece voltar, dps de ter sido recebida por este frio.

Renovei a casa, ano novo, vida nova :).

Um 2009 cheio de amor e de luta.

Beijo
Lina

TMara disse...

estas guerras... infindáveis desde há mais de 60 anos. espalhadas pelo globo estão a deixar-me doente com a impotência k sinto. David contra Golias só k são...irmãos.
e todas as outras múltiplas formas de guerra.
_____________
Deixo-te um desafio.
Está postado na minha casota.
Bom f.s.
Bjs
Luz e paz

Ana disse...

Quem dera pudesses fechar de vez as portas do inferno. Não duvido que o farias... e terias a minha ajuda.
Um bom ano para ti, amigo Daniel.

Sandra Fonseca disse...

Pudéssemos todos juntos fechar as portas do inferno...
Um abraço, grata pela presença.