18 junho 2012

Sentir


Hoje julguei poder ser feliz.
Hoje chorei sufocadamente.
Hoje senti o coração gelar.
Amanhã serei outro, quem o diz?
Amanhã amarei perdidamente.
Amanhã voltarei a acreditar.

Não sei que faço aqui.
Não sei porque tudo faço.
Não sei deixar de amar.
Sei que gosto de ti.
Sei que quero o teu abraço.
Sei que só me resta esperar.

Não quero ser mal-amado.
Não quero ser só mais um.
Não quero perder o desejo.
Quero estar apaixonado.
Quero, como mais nenhum,
sentir o calor do teu beijo.

1 comentário:

© Piedade Araújo Sol disse...

e o amanhã pode ser já hoje!

um beij