23 junho 2013

Sentido da vida


Julgo que nunca o saberei, nesta vida. E, quando o souber, já não estarei nela.

Faz sentido? Não...

Contudo, quero ser feliz num carinho, numa lágrima, num afago, num amor partilhado, pois sem amor a vida não faz mesmo qualquer sentido.

4 comentários:

Anónimo disse...

SIM!
Quanta verdade nas suas palavras.

Mel de Carvalho disse...

... meu bom amigo, creio que o verdadeiro, maior e mais absoluto mistério da humanidade, é, nesta vida, e nos pequenos gestos, nos pequenos momentos, dividi-los, partilhá-los - amar, portanto.

e, seja lá o que for, o amor, a vida sem ele não teria sentido. e tantos são os caminhos para o encontrar, tantas as dimensões, tantos os trilhos, o primeiro dos quais, ouso afirmar, o amor por nós mesmo, a auto-estima, o respeito. só depois, podemos dar-nos a alguém, a alguma missão, a algum objectivo ou compromisso.

Daniel, gosto sempre de aqui vir. nem sempre posso, desculpa, pois.

Um fraterno abraço
Mel

Blue_Ocean disse...

Incrível como eu me identifico com as tuas palavras.. (...)
Poderia te dizer mil coisas.. mas prefiro te dizer isto ..
" Obrigada pelo meu sorriso.. foste tu quem me fez sorrir agora, ao ler-te.." ..
Pequeno instante, grande momento! .. :-)

© Piedade Araújo Sol disse...

curto e com tanta significado.

concordo.

a vida sem amor e sem música não seria a mesma.

um beijo

;)