27 dezembro 2005

Ainda sem paz... mas com amor.

Por que meus olhos se atraíram por ti?
És o encontro há muito destinado,
que a paciência dos anos aguardou.
Por que no teu sorriso isto senti?
Uma surpresa, algo inesperado,
mas que de repente se aprofundou…

Será que és a mulher das histórias,
que tantas vezes eu descrevo
em dramas e sacrifícios de amor?
Será que são do passado as memórias,
que me assaltam quando escrevo
e procuro exorcizar a minha dor?

Continuo assim num caos que criei
para manter o sonho no horizonte
e a vontade de mudar sempre presente.
O futuro nunca é o que imaginei.
E sorri-me do outro lado da ponte,
esperando que eu de novo me reinvente.

22 comentários:

Cassiopeia disse...

Queridíssimo,
Sempre essa nostalgia tão misteriosa... Já sabes o que te diria, pois de algum modo parece-me que... enfim.
Mil beijos e votos do melhor dos anos em 2006

Cris disse...

Lindíssimo e extraordinariamente tocante.
Tinha saudades de aqui vir...

Um beijo e q 2006 te traga toda a paz e tranquilidade q desejas e mereces.

paper life disse...

Muito bom Poema, Daniel!

Bjs ;)

isa xana disse...

daniel, um beijinho de bom ano te deixo*

pinky disse...

com amor a paz virá.
o próximo ano está em branco
prontinho para ser escrito e preenchido! peace and love 4 u!

Sparkling disse...

Muito bonito mesmo este poema!
Aproveito para te desejar feliz ano novo!
Desejo-te um óptimo 2006 duas mil e seis vezes melhor que este ano que está mesmo a terminar!
*^Bjs*^

lazuli disse...

quando te leio não consigo deixar de pensar na facilidade com que transformas em poema um certo quotidiano ou as tuas sensações de vida, que podem ou não ser as tuas, sendo isso irrelevante para o efeito.

Delírio da Loirinha disse...

Querido Daniel!
Mais um lindo poema para nos encantar!
Beijinhos doces
DL
PS-Ja reparas-te que está quase a fazer um ano que nos conhecemos?

Silêncios disse...

Assino em baixo do que disse Lazuli, e deixo-te um beijo

MIN disse...

Dear daniel, muitos sorrisos em 2006.
Tudo de bom!
Kiss

Paola disse...

CLARO QUE SOU EU , RSRSRS MEU QUERIDO,
AINDA NÃO DESTE CONTA DISSO, RSRSRSR


MEU LINDO AMOR, QUE NA SUA VIDA SEJA SEMPRE ASSIM, COM OLHAR DE HOMEM E SERENO PARA TRATAR UMA MULHER, SIMPLESMENTE O AMO A CADA DIA E A CADA ESCRETO.

PASSE BEM O ANO.

PAOLA

Papoila_Rubra disse...

Começar um ano, nem sempre é recomeçar... Por isso desejo que 2006 seja a continuação da concretização dos teus objectivos.

Se já tens o amor... és um SORTUDO...

A PAZ há-de vir em complemento ou em consequencia...

Que esperas para atravessar a ponte??!!

Se quiseres... eu empurro-te!!

beijinhos blogados

Leonoretta disse...

o segundo e o terceiro verso... revela uma sabedoria de espiritos.

bom ano para ti

abraço da leonoreta

Malae disse...

Passo para te ler e me perder nas tuas palavras!

E para te desejar um optimo 2006! Cheio de sorrisos!

Beijinhos grandes,
Malae**********

Paula disse...

Daniel,
um 2006 cheio de alegria e sorrisos:)


beijinhos

Psique disse...

#Daniel,
Feliz Ano Novo

No outro lado da ponte está
um grande "presente" que agora vc
vê como futuro :)
Voe alto na travessia
Namastê#

Su disse...

desejo-te um ano novo cheio de coisas novas, belas, boas, doces, lindas...um 2006 cheio de sorrisos

jocas maradas
mesmo que o futuro nunca seja como eu tb o imagino

H. disse...

então reinventa-te.
faz isso.
vive, abraça a vida.
abraça esse amor por que esperaste...

que 2006 te traga essas concretizações tão ansiadas!

beijinhux*

{-Sutra-} disse...

Hoje é mesmo só uma passagem para desejar um Feliz Ano de 2006.
Desejo muito amor, carinho, saúde, alegria e paz.
E que esse amor que falas... se for o que sentes, se torne imenso como a tua alma.

Beijo doce da Sutra

Maria do Céu Costa disse...

Li este poema com a "paz" e o "amor" por isso o li duas vezes e de duas maneiras, descendente e ascendente.
Daniel, um ano de 2006 com realizações escritas. Beijinhos.

viver em segredo disse...

simplesmente....lindo...beijinho de bom ano daniel...

Mitsou disse...

Vim fazer uma visita mais demorada, de tanto o atraso acumulado. Os teus poemas são sempre momentos de encanto nas horas da noite. Este tocou-me particularmente pela esperança que nele se lê e que só o amor nos faz sentir.

Um beijinho doce, Daniel, e vou passando...quando puder :)*