27 abril 2006

Não existimos sem amor

Quantos céus haverá?
Brilham tantas estrelas.
Cada uma, uma ilusão.
E, enquanto estou cá,
não poderei esquecê-las,
são marcas no coração.

No escuro, a luz da Lua,
que te encanta e me banha,
envoltos na sua beleza…
Será que eu sou sina tua?
Sem amor ninguém ganha
e todos perdem com certeza.

O teu corpo, que eu enlaço,
é terra-mãe que fecundo,
uma corrente nova de vida.
Acertamos juntos o passo,
alterando o curso do mundo,
procurando a felicidade perdida.

15 comentários:

Paola Vannucci disse...

Marcas que nunca se apagram
meu coração bate com mais força a cada encontro
não, não posso esquecer cada rosa presente
não posso esquecer cada sentido vivente
não posso esquecer cada lição aparente

meu sentido é seu caminho que brilha
cada dia me envolvo
Oh! Meu amor como sou feliz agora
como posso sentir que deseja meu futuro
nosso futuro
nossa eternidade....

quero gritar agora para que todos nos ouçam
nossa felicidade feculda e cultiva a terra
nosso fruto dissemina amor e prazer
a felicidade bate a minha porta sem pedir licença
é simplesmente vc chegando

Oh! meu amor quero gritar:

Amo vc........

Meu querido Aladiah, que maravilha voltar escrever, que magnifico escrever junto a ti,

bjssssssssss

Sempre

Paola

amo essa música

MIN disse...

Dear Daniel
sempre à procura!

Laços... disse...

Caro Daniel...que mais dizer?! Olhar em frente de mão dada...o amor é a jusante...neste caso, rio acima! Grande abraço.

as velas ardem ate ao fim disse...

Obrigada por este poema no meu dia de aniversario.Bela prenda para mim!

Silêncios disse...

Céus há quantos quisermos, plenos das estrelas que sonharmos, estrelas essas que iluminarão o percurso em que buscas a felicidade perdida...
Beijo pleno de carinho!!

as velas ardem ate ao fim disse...

Já agora o que queres dizer com um nome????

Luna disse...

É como dizes não podemos existir sem amor, nascemos por amor , e no nosso caminho necessitamos sempre de um olhar, um carinho, um afago um ombro para adormecer ....

Isa Calixto disse...

Cheguei aqui, passeando por aí...e gostei muito do que li!!!

Parabéns pela magia dessa poesia...

Serpente Emplumada disse...

Estrelas, e pessoas, tao especiais que nos mudam o mundo... []

Mocho Falante disse...

olá viva, vim passear sem destino certo pela blogesfera e descobri este poiso aqui, um poiso de procura, um poiso de uma sensibilidade extrema...gostei mesmo muito, adorei ler este poema ao som desta fantástica música! Parabens. Agora vou voar até outro destino, mas deixo aqui a marca para poder voltar de novo, pode ser?

Abraços

Eli disse...

Arrastamo-nos, então...

:)

lazuli disse...

ainda bem que gostaste, é bom ler as tuas palavras.
E este..como é habitual, inebria-me a alma.

Anucha disse...

daniel, quanto tempo! saudade de vc. bom "te ver". beijo e carinho.

Laura Antunes disse...

Nas tuas palavras reencontro o desejo. Nas tuas palavras reencontro me sabendo que existe alguém que sonha como eu. Doce beijo...

Princesa disse...

Please to read you! Lado a lado se faz o caminho meu amigo. Agradeço este teu poema, que nos enche os olhos e alimenta a razão! Grande abraço querido! Princesa