20 novembro 2006

Há botões, botões e botões...



Há amigos, amigos e amigos…
Os primeiros são seguros, incondicionais.
Os segundos não são certos.
Os terceiros adoram o nosso estatuto.

Há profissionais, profissionais e profissionais.
Os primeiros sabem servir.
Os segundos sabem servir-se.
Os terceiros não são humanos, são bestas.

Há mulheres, mulheres e mulheres.
As primeiras amam, apesar de tudo.
As segundas querem ser amadas.
As terceiras amam ser amadas.

Há homens, homens e homens.
Os primeiros amam, apesar de nada.
Os segundos procuram marcas na coronha.
Os terceiros usam a força e o poder.

Há eu, eu e eu.
O primeiro quer ser diferente dos outros.
O segundo quer ser igual aos outros.
O terceiro gosta de ser quem é.

16 comentários:

Laura Antunes disse...

Amei o que li lindo !!!
Beijo doce

Silêncios disse...

Sou amiga, incondicional...farto-me de levar "na tromba"!
Sei servir,ou pelo menos, dou o meu melhor (ás vezes nem sei se compensa, mas desde que fique bem cmg...).
Amo, apesar do que quer que seja(e vale a pena).
Gosto de ser quem sou...Perfeita? NADA DISSO!Seria um tédio:))
Beijo para ti

yohanan disse...

Todos diferentes...todos iguais!!! beijinho*

Vanda disse...

Há um jogo de contrastes. De muitas diferenças.

Senhora das Aguas disse...

Daniel, este poema é teu? Que verdade dolorosa... um beijo

BlueShell disse...

...e há Anjos....como tu! (poucos, mas há)
Precisei de um abraço…e tive-o nas tuas palavras ternas.
Obrigada.BShell

Cristina disse...

Adorei o texto, muito bem dito
:)
beijinhu

vero disse...

ADOREI!!!

Beijos mil***

Adryka disse...

Ora mas que maneira bela de fazer um post, adorei simplesmente.As coisas simples são muito lindas. Beijinhos Daniel

Ana disse...

Muito bom, parabéns. :-)

mj disse...

Está BRUTAL!
beijokas

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu amigo,

Não queiras ser igual aos outros, pois é sendo como és, que todos te amamos e é aí que tudo importa, é tua maneira de ser, uma pessoa como tu pode sofrer, mas também pode receber em troca tudo de bom, eu pelo menos é assim que te sinto, uma ser maravilhoso e é assim que te considero um bom amigo e te agradeço por isso, por existires e seres como és.
Aproveito para te desejar um lindo fim de semana e uma semana cheia de luz em teu doce coração.
Xi - corações mil.

poeta_silente disse...

Daniel!
Há quanto tempo não passava por aqui. e ao passar, encontrei esta maravilha de post. Realmente, caro amigo, sempre haverá diferentes tipos de diferentes coisas. Mas, cabe-nos saber separar-nos das que não são as melhores.
Beijinhos ternos da amiga
Miriam

Betty Branco Martins disse...

Querido Daniel

Um sopro vem da tua "janela" e faz acordar o sentido da mão do "escultor"...
...
desta iminência veio à luz um sólido
de insuspeitável visibilidade,
um ser-de-ar que refuta o buril.

Beijinhos com carinho
BomDomingo

Leonoretta disse...

ola daniel
ora bem! hoje temos aqui uma lógica poetica muito bem feita diga-se ja com a subjectividade caracteristica que te é inerente.

adorei o teu comentario no meu sitio.

abraço da leonoreta

Parapeito disse...

..Gostei...
que bom que era se todos
aceitassem as diferenças de cada um...
O mundo seria um lugar mais tolerante para se viver...