26 março 2007

Perspectivas interiores

Foto de Raul Alexandre


Destruição… o fim do mundo.
A mudança em permanência
permanece sem mudar…
A fuga é desejo profundo,
numa luta em que a essência
se transforma sem acabar…

O cansaço que se acumula
nas pálpebras doridas
de tanto abrir e fechar…
É o sonho que me simula,
em vidas só persentidas,
que ainda ouso imaginar…

30 comentários:

agua_quente disse...

É bom voltar a ler-te. Gosto destes olhares profundos que nos fazem pensar.
Beijos

Esyath disse...

Sabe, rapaz...

entrei aqui por acaso...

mas confesso o inimaginável...

depois de tantas idas e vindas blogueiras, encontrei realmente equilíbrio, sentimento, inspiração e amor.

Para poetisar de verdade é preciso ser capaz de acreditar naquilo que escreve, mesmo que isso não seja o reflexo da sua vida e dos seus sentimentos.

Enfim, mudamos sempre, mas permanecemos os mesmos e o que mais acaba a humanidade é a capacidade de desacreditar em si mesmo, de tornar seus dias em autodestruições e em guerras com seus semelhantes, quando deveríamos sonhar, plantar a esperança e acreditarmos no verdadeiro sorriso dos inocentes.

Abraços (Des)conexos!;)

entre linhas disse...

A destruição existe porque o Homem como ser universal está perder as suas capacidades de visão sobre o mundo que ele vive.

Boa semana

Bjs Zita

Cristina disse...

Um look novo :)
e umas palavras lindas como sempre
:)
beijinhu

Moura ao Luar disse...

beijos de palavras doces

Esyath disse...

Daniel...


me desculpe por ter perguntado quem era você! - rs - Agora fiquei roxa de vergonha! - rs - E isso é uma raridade, pois só muito de vez em quando eu fico encabulada! - rs - Na verdade eu gostei muito do seu blog, do equilíbrio que encontrei aqui e de algum modo, no seu modo de escrever existe paz e vontade... Posso estar "viajando"... - rs - Mas fiquei contente por ter entrado aqui! Posso te linkar?
Ah, lembrei de outra coisa...
A Mistyc tem página?

Abraços (Des)conexos!

*Obrigada pela visita em retribuição! - rs - Depois se quiser lê a resposta do comentário!;)

Lauxinha disse...

:D


beijinho

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu amigo,

É sempre bom voltar aqui, onde encontro alguém que busca eternamente a luz, um caminho, alguém que vê além do seu próprio horizonte.
Obrigado amigo, pela sua presença sempre constante.
Desejos de bom fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Xi - corações mil

poeta_silente disse...

Daniel, querido amigo.
Falas-nos de amor, em primeiro lugar. Ensina-nos a verdade que está inserida na palavra, que é tão mal utilizada hoje em dia. Trocam-na com o egoísmo. Depois, em breves palavras, nos dás o exemplo da ausência do amor. Porque nesta falta de sentimento de amor se esconde toda a agressão, seja ela à natureza, seja ela direcionada a um ser humano.
Parabéns,querido. Lindos posts.
Beijokinhas
Deus abençoe a ti e à tua família. Um especial para o herdeiro.
Miriam

Kalinka disse...

...a fuga é desejo profundo...
AH, como entendo estas tuas palavras tão bem!!!

DANIEL
Eu continuo a mostrar as fotos que captei quando estive aqueles 3 dias pelo Algarve.
...e, é nos pequenos gestos que, por vezes, encontramos momentos de Felicidade.
Fui surpreendida por um amigo virtual, que deixou no meu blog esta mensagem:
José Alberto Mostardinha said...
Olá Kalinka:Andas arredia mas eu não me esqueço de ti :-)
Para o saberes és "Blog da Semana" no Estados Gerais.
Uma pequenina homenagem á tua persistência.Beijokas.

É isso mesmo, caso queiram visitar este blog, vão encontrar como destaque em: «O blog da semana» o meu espaço!
De 27/Março a 4/Abril de 2007
http://estadosgerais.blogspot.com/

Beijitos.
BOM FIM DE SEMANA.

un dress disse...

e a alma sempre a ser esquecida

adiar adiar...

quando saberemos do essencial...?


beijO

bOm dia :)

Lia disse...

Todas as vidas que vivemos nos ensinam a ousar viver um sonho...

Beijinhos J.

Conguitos disse...

Esta foto está mto bem escolhida. Muitas vezes a fuga é o meu desejo profundo é uma luta. adorei ler e ver :)

NARNIA disse...

Como me revejo nessas palavras...


Beijinho Daniel

entre linhas disse...

A foto encontra-se muito bem enquadrada no poema,fuga para o infinto num sonho que se dissipa com o tempo.

Bom fim de semana

Bjs Zita

meialua disse...

Olá. Vim ver as novidades e deixar um beijinho com muito carinho e o desejo de uma Páscoa muito feliz!!***

sandra Daniela disse...

Precisamos da mudança... e precisamos desta fuga que é o sonho!!! bonito poema! parabéns!!!

Ana disse...

Que o sonho nunca deixe de te simular. As tuas palavras continuam a ser a perspectiva de um interior que pressinto ser o teu. Em permanência.
Um beijo, Daniel.

Su disse...

..é sempre com um prazer imenso que te leio......gostando de ler...


jocas maradas

Lindona disse...

Adorei a foto e o texto. Parabéns.

Micas disse...

Viver é movimento e mudança permanente...

É sempre um prazer ler[te].

Beijo e bom domingo

Luna disse...

Existe o macrocosmos (o universo) e o microcosmos (o homem) ao nos destruirmos com tanta maldade, raivas, orgulho e por aí fora estamos a poluir a destruir o universo.
beijos

Daniela Mann disse...

Gostei do novo template! Sabe bem mudar.
Os versos, esses, já são mais que reconhecidos tal é a tua veia poetica.
Beijinhos amigo.

un dress disse...

e ainda bem que ousas!!

...pelo lado possível da impossibilidade!!

beijO :))

Loba disse...

Gosto muito de textos assim... que mostram alma e consciência! Sua sensibilidade é ainda mais encantadora na poesia, viu?
Beijos querido. Semana linda pra vc.

}}cleopatra{{ disse...

Olá Daniel!

Nem sei o que dizer perante a beleza da tua poesia...
Uma alma que deseja, que sonha, que ainda ousa imaginar... mesmo não podendo mudar nada...

Lindo e profundo!

Uma boa Páscoa e um beijinho soprado

PS. O blog está lindíssimo assim, com esta nova cara!

Cristina disse...

Querido Daniel,
Ainda é cedo, eu sei! Mas não ver oportunidade de voltar á blogosfera, e sendo assim, deixo aqui os meus votos para que a tua páscoa seja muito feliz,
não comas muitos chocolates :)
Beijinhu, até para a semana

Adryka disse...

Olá Daniel, parabéns pelo arranjo da casa ficou linda sem dúvida. O teu poema é um pouco premonitório, coisas que trazemos escondidas no nosso subconsciente e por vezes dão nisto ...Um poema. Beijinhos e boa Pascoa

bom dia isabel disse...

Casa nova, Daniel? Desejo de mudança? Um mundo novo! Interior?
Aquele em que vivemos, como dizes, não está bem. Mas, para isso a mudança de mentalidades é urgente.
Beijinhos

Senhora das Aguas disse...

Adoro fotos com estradas ou caminhos de ferro.. indicam sempre caminhos, indicam sempre que o ponto de partida esta sempre a nossa frente e que parados, nao ha estrada percorrida, apenas em marcha, ate onde o olhar alcança :)))