18 março 2007

Sobre o amor

Haverá algo mais recompensador do que sentir o reconhecimento do outro?
Sentiremos algo mais indutor de felicidade do que proporcionar a felicidade de outrém?
Este é o paradigma da minha vida!
Servir, isto é, amar os outros, ajudando-os a ser aquilo que podem ser, idiossincrasicamente diferentes, mas únicos… individualidades como seres humanos, que contribuem para a grandeza do Ser.
A justificação é simples: se amarmos, seremos amados, e toda a sociedade será melhor! Mas este amar não pode ser reduzido ao amor sexual, seja hetero ou homo, mas a um amor universal por todos os outros seres humanos, por toda a criação, por todo a natureza de que somos parte.
Há muitas formas de amar. Por isso, ainda acredito que o amor vencerá o ódio ou a indiferença…

31 comentários:

Leonoretta disse...

daniel nao comento o teu texto porque gosto de ler-te devagar e com atenção. venho responder ao comentario que me fizeste.
sou uma fã incondicional da ficção cientifica. tambem ela faz parte do meu imaginario. li historias incriveis de autores fabulosos: robert heilein e isaacc asimov entre muitos. lembras-te?
abraço da leonoreta

Vanda disse...

Sabe sempre bem receber o retorno daquilo que fazemos pelos outros. Até pode ser o mais profundo egoismo a falar, mas que sabe bem, lá isso sabe. E faz bem ao ego, ainda que de todo não seja isso que nos move. Não é por isso que agimos, mas essa é a nossa recompensa. E muitas vezes muito merecida.

david santos disse...

Olá!
O amor vence sempre, mas... custa.
Parabéns

mj disse...

Ola, boa noite.

Muitas vezes tenho passado. Vou lendo.
Lembro de alguns comentários que deixei aqui, num ou outro momento.
Por vezes passo e fico em silêncio.
... esse silêncio é o sentir primeiro, quando as palavras nos tocam de um modo diferente e ficamos assim...

Este seu paradigma de vida está muito forte e belo.
Acreditar implica lutar por...
Eu também quero continuar a acreditar e é bom que sejamos capazes de o dizer.
Podem ser palavras que a pouco e pouco, façam reflectir.
Nestas muitas formas de amar,precisamos tentar vencer ódios e a indiferença...

Perdoe, alonguei-me!
( As vezes, acontece)

Um abraço,

Mª José

cris disse...

se cada um que aqui vem acreditar, já somos tantos, já te deste conta?
Deixo-te um beijo, ou, melhor ainda, um abraço apertado.
Boa semana, Daniel.

TMara disse...

boa noite daniel, sou adepta incondicional dessa verdade.
O AMOR incondicional ao outro e a tudo o k existe, planeta incluído.
Tens razão, esqueci as horas - 21h30.
bj e boa noite.
Luz e paz em teu caminhar

un dress disse...

acredito incondicionalmente:

no chamamento.
no amor como integralidade.
na alegria.

eM MilagreS :)

eM riOs :)

em correNteS :)


beijO

Anónimo disse...

Passei aqui simplesmente para te desejar um Feliz dia...Pai e para te dizer que adoro quando me abraças quando me dás amor atenção... Adoro-te papá...

Beijinhos gonçalinho

vero disse...

Olá meu querido amigo.
Os livros estarão à venda um pouco por todo o país, depois eu direi onde, quando eu souber... Mas se por acaso estiver interessado em adquirir um exemplar, eu tenho exemplares para vender... Se quiser, claro!!!
Beijinhos****

Conguitos disse...

Acredito que somos muito mais felizes quando nos entregamos e vivemos a vida com Amor. A intensidade é outra. É muito para além do sentimento corporal. E não falo só em relações amorosas é assim em tudo o que fazemos o trabalho, as causas que defendemos as pessoas com quem lidamos.
A música do Blog faz-me lembrar...

Cristina disse...

Querido Daniel,
concordo quando dizes que o amor vence tudo, pelo menos espero que seja assim
:)
beijinhu e boa semana

Luna disse...

O verdadeiro amor não é o sexual, esse podera ser um complemento, pois o verdadeiro amor da sem esperar receber,não espera partilha, por isso tão dificil com o nosso orgulho mudarmos o mundo.
beijos

poeta_silente disse...

DAniel!
Olá, querido amigo.
Grata por tua visita. E deixo-te uma mensagem:
E Deus disse:
"O homem se unirá a sua mulher e os dois serão uma só carne..." ;
E também disse: "Crescei e multiplicai-vos".
Pois, onde mais aprendemos a amar e distribuir amor do que na família?
Eis o que de melhor deixamos aos nosso filhos... O amor. Tanto o que sentimos por eles, como o que os ensinamos a ter pelo próximo e por Deus.
Gostei do dizer da imagem...
Beijos
Miriam

somelight disse...

Quem me dera que pudesse eu sentir assim,pois só consigo amar quem está perto,quem faz algo por mim,posso parecer egocentrica mas não consigo amar quem não me ama primeiro.

Kalinka disse...

OLÁ DANIEL

MUITO OBRIGADO PELAS VISITAS AO KALINKA.
HOJE VIM EU VISITAR-TE E quero-te dizer que te li com muita atenção; escreveste:
...se amarmos, seremos amados...
Amigo, nem sempre é assim, há excepções à regra!!!

agora, quero fazer-te um convite:

Amigos e Amigas,

Hoje é dia de Festa - o 2º aniversário do KALINKA. Espero-vos para o tchim-tchim com o espumante.
COR - ALEGRIA - ANIMAÇÃO - MÚSICA serão constantes durante todo o dia.
Escolhi um lugar paradisíaco; compareçam com traje normal, à vontade; estarei todo o dia à vossa disposição; haverá momentos de poesia, convívio e até dança, além dos comes e bebes.

rosa maria disse...

E eu acredito nisso tb!!
Pra ti, fica um abraço apertadinho...

Lia disse...

Quero acreditar que assim é...

Beijinhos

Cristina disse...

Daniel,
Uma linda primavera para ti
:)
beijinhu

Ana disse...

Nessa profissão de fé no Amor absoluto e incondicional, está a força que combate o ódio e a indiferença, que sempre me habituei a encontrar, quando aqui te venho visitar.
Um beijo com amizade, Daniel.

FataMorgana disse...

Respondendo à pergunta que me deixaste "lá", neste momento ando por aqui a ler "Sobre o Amor" :P

Paola Vannucci disse...

Como sempre estou adorando vir aqui meu querido

beijos

boa semana

Carinho
Paola

yohanan disse...

Se todos os seres racionais pensassem como tu meu caro, o mundo da humanidade actual seria totalmente diferente...
O amor entre todos seria a solução, mas só uma grande força poderá solucionar os problemas cusados pela falta desse sublime sentimento...

Um beijinho carinhoso e com amizade...

meialua disse...

Sim. O amor vence sempre :))
Lindo.

Beijos amigo*

Raquel V. disse...

Há muitas formas de amar... sem dúvida. Aprendi isso há uns 3 ou 4 anos. E eu gosto em especial de uma delas: esta forma de amor semi-visível que é a escrita. Aquilo que damos de nós "ao outro" é quase perfeito e sem dor.

Beijo Grande

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu amigo,

O amor não tem fronteiras, ele conquista tudo até o coração mais resistente, ele une os seres, mesmo quando tudo parece perdido.
Desejos de bom fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Xi - corações mil.

Moura ao Luar disse...

Beijo xeio de fim de semana

Su disse...

hoje cheguei até aqui....li ..reli...

repito-me..gosto de ler.te

acredito....

jocas maradas

Esyath disse...

A capacidade de ainda acreditar no amor pelo próximo e na humanidade é o que pode levar este Mundo a sobreviver ao Caos em que se tornou.
As vezes tento amar...
Outras vezes não compreendo porque amo...
E no fim sempre lembro daquela máxima de que que o amor tem sempre uma lógica própria...

Abraços (Des)conexos!

un dress disse...

não sei justificar tanta queixa daniel
tanta que por aqui se lê. tanta fome...

mas sim também acredito como tu. quero!

beijO :)

Mel de Carvalho disse...

Querido amigo Daniel,
Vim dos mundos incas, de longe, de muito longe ... lá onde o sangue das papoilas corre verde turquesa e é promessa de um novo dia ... Cheguei. E vim, não retribuir a(s) tua(s) visitas, que muito agradeço, mas porque sentia já saudades de te ler. Andei por aqui, e detive-me neste texto. Tanto sentido, Dani II(perdoa chamar-te assim...)!
Na verdade, o que conta neste Mundo é a partilha, é a troca, é o ombro amigo e sincero. Diz-to quem há cerca de dois anos esteve quase a viajar para o "outro lado" e sentiu amargamente a falta desse amor. Amor/amigo... E, em certos momentos, esse carinho é tão mas tão importante, que a sua ausência nos deixa debilitados aos extremos. Sim, Dani. O amor é algo insubstituível na vida em sociedade. Na sociedade em que vivemos, cada dia mais, as pessoas se "esquecem" da importância de um sorriso, de um olhar atento... à necessidade que pode não ser económica. Pode ser esta: partilha.
Desculpa, Dani ... alonguei-me!

***
Bjs d(a)e Mel, com todo o carinho do mundo.

Leonoretta disse...

apareci agora para finalmente ler com calma cada palavra que escreveste. o amor é o paradigma da tua vida. também é o meu. é o quinto elemento. sem ele nada seria possivel. a alma nao tinha motivos para existir.

abraço da leonoreta