13 maio 2007

Angel's Grace



Foto: Álvaro Duarte

Como um destroço a boiar nas ondas…
Imaginem de que barco faria parte… ou casa, ou doca…. ou, necessariamente, de que árvore?
Para dizer que somos sempre muito mais do que exprimimos. As palavras são destroços que nos revelam…
A incompletude, a insatisfação natural que nem o amor mais forte completa, faz de nós seres temporários, que através dum caminho procuram chegar, sem nunca atingirem.
Uns conformam-se. Outros não deixam de lutar pela água que lhe fugiu das guelras, quais peixes apanhados na rede que os desloca do meio em que sobreviviam…
Mas será mau “morrer” assim? Talvez não… só assim se sabe que há outras realidades.
E se pensarmos nos aspectos positivos de tudo, logo atrairemos quem pensa e sente como nós… e todo o universo – que é mesmo multiverso – se posicionará a nosso favor. Verdade!

Ai, se eu fora um anjo,
de cada um de vós velador,
poderia talvez sorrir…
Mas sou só um arranjo,
feito de fé e amor,
que tudo melhora no porvir…

27 comentários:

impulsos disse...

Podemos até nunca lá chegar... nem perto...
Mas o importante é que não desistimos e enriquecemos ao aprender lições que nos vão dando ao longo desta caminhada... errante?
Talvez...
Mas enquanto lutamos, vamos vivendo!
Há quem desista e nada os faça vibrar. Esses são os que se conformam com a sua triste sorte e nada fazem para mudar...

PS. Não, aquela não é uma tatuagem minha...
Sim, tenho quase aquela idade que disseste.

Beijo num impulso meu

Betty Branco Martins disse...

Querido Daniel

O homem é uma eterna-procura

“ insustentável leveza do ser”

A sua problemática em torno das dualidades ontológicas do Ser. a dualidade – porém - por força de sua perspectiva unitária de_____ Ser____ surgem da presença e da ausência de uma entidade. neste sentido - o frio é apenas a ausência de calor______ o não-calor. as trevas são a ausência de luz_______ a não-luz______ entretanto - ao contrário do que o pensamento lógico-formal com o qual estamos habituados nos faria supor - a problemática da dualidade leveza/peso revela o peso como ausência_________ como não-leveza.

Um belo texto______para meditar

Beijo com muito carinho

Sutra disse...

E não somos todos um pouco anjos? :-)

Bj doce

ps - obrigada pelas palavras

Cristina disse...

Querido Daniel,
Faço as palavras da sutra as minhas

:)
Um beijinhu e uma boa semana

Paola Vannucci disse...

Aladiah querido

Aniverdário?
Seu aniversário?

Bom obrigada pela mensagem

te amo muito

Paola

Blueshell disse...

Ler-te faz-me bem...
E num momento difícil de minha vida...encontro aqui alguma tranquilidade!
Por isso te agradeço!
BShell

david santos disse...

Põe a foto de Madeleine no teu Blogue. Vamos todos procurá-la.

anne disse...

Acredito na positividade, na fé, no amor. Se acreditarmos realmente, tudo chega em nosso favor. Aprendi que somos uma obra-prima em contínua execução, a cada dia tomamos formas diferentes, conforme a nossa inspiração. É isso aí, vamos celebrar a vida, momento a momento. Beijo meu e continua assim, sendo fé e amor.

lucia disse...

eu sei que também és Touro.. Mas perdoa-me, não me recordo do dia.

Sobre as tuas palavras, bem, muito pouco há a dizer sobre elas.. Continuam a encantar-me

Um beijo,
sempre meu,
Lúcia*

Lia disse...

Todos passamos, e qual esboço, nunca perfeitos... mas talvez seja a busca pela perfeição, traduzida na procura de felicidade, que nos alimenta a alma, e sem calma, nos faz sonhar.

Um beijo

Conguitos disse...

Acho que não é mau morrermos asism. Conhecemos e lutamos sem nos conformar mas aproveitando todos os bocadinhos para ser feliz.

Ana disse...

As palavras foram os elos que nos ligaram, desvendando o sentir que existe em ti. Sendo tu muito mais do que elas exprimem, só elas mostram aquilo que ninguém pode ver. A alma, a sensibilidade, até essa insatisfação natural, que atraem quem pensa e sente como tu.
Sempre bom é vir ao teu encontro.
Um beijo, Daniel.

Nefertiti disse...

Porque um “Adeus” e um “Nunca mais” são demasiado definitivos...
Porque há sempre um ponto de retorno... algo que nos move às “origens”...
Porque senti necessidade... voltei!...
Até quando? Não sei!... Até que sinta necessidade de parar novamente...
Entretanto, no vaivém das minhas idas e vindas, encontrar-me-ás AQUI.
Agradeço desde já as visitas e palavras que, noutros tempos, me deixaste no meu outro “porto de abrigo”...
Sejas bem-vindo ao Esta Ausência...

Rosa Maria disse...

Não foi escrito para mim...mas hoje, serve perfeitamente...
Fica um beijo

Pnet disse...

Gostei

sonhadora disse...

Na magia da noite deixo-te beijinhos embrulhados em abraços

agua_quente disse...

A nossa procura nunca tem fim. Fomos feitos assim... seres insatisfeitos e incompletos.
Beijos

Senhora das Águas disse...

as vezes é mt dificil nao nos abandonarmos ai deixa andar,m a ver no que isto dá. Não da trabalho, nao te entalas, nao arriscas, logo, pensas que nao perdes e.. "prontes"!!! beijocas

anne disse...

O caminho de volta, sempre retorno ao lugar que gosto de estar. Agrada-me ler, acato as surpresas, recolho os suspiros. Em cada lugar um caderninho de anotações a esbanjar densos desabafos. É assim no mundo da blogsfera. E assim ficamos mais ricos de nós mesmos. Um beijo doce.

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu amigo,

Mais uma vez aqui venho deleitar-me com suas palavras que me enchem a alma e o coração.
Obrigado.
Desejos de bom fim de semana e uma semana cheia de luz em seu caminhar.
Xi - corações mil.

Entre linhas disse...

Todos passámos,lutámos e nunca conseguimos atingir a perfeição exacta.
Bjs Zita

Moura ao Luar disse...

Mas à vezes em que a morte parece a única solução porque os sonhos parecem demasiado longe da realidade

Mel de Carvalho disse...

Esta é uma casa de paz e meditação a que venho sempre que dela necessito. Não serás porventura um anjo, na verdadeira acepção do termo, mas és com toda a certeza uma alma de bem!

Gostei uma vez mais te ler, de ouvir a música.
Convido-te a visitares a minha noite. Decidi homenagear os meus amigos (os que me lêem, os que me visitam, os que me recebem em seu espaços), devolvendo-vos o AWARD com que me agraciaram. É tb teu Daniel. Obrigado

Beijos da Mel
www.noitedemel.blogs.sapo.pt

Betty Branco Martins disse...

Passei para te deixar
uma flor
um:))

Beijo com carinho
BFSemana

leonoreta disse...

somos energia. negativa, positiva.convenço-me que sou uma pessoa de paz e de luz. mas o turbilhao da duvida nunca passa.
abraço da leonoreta

Pink disse...

Já estava com saudades de por aqui passar e desfrutar destes belos momentos que nos proporcionas! Adorei esta tua reflexão, principalmente porque tenho também essa postura de vida de pensar positivo e achar que isso vai atrair coisas positivas para o meu caminho.

Um beijo muito pink

poeta_silente disse...

Daniel, amigo querido!
Que texto belo e profundo!
Um texto que nos mostra que o homem é incompleto por natureza... e, por isto, ele vive em busca de...
O que mais me chamou atenção é que, logo, nos mostras um caminho onde existe o complemento. Aquilo que nos falta.
O amor, este amor que tanto buscamos e queremos, aqui... o amor de um companheiro amante e amado... este apenas nos dá, parcialmente, uma leve idéia do AMOR complemento.
Somo seres insatisfeitos, porque isto nos leva à busca de melhorarmos nosso eu. Nos leva ao crescimento.
Que bom, amigo, que somos assim. Porque, sem esta insatisfação, seríamos como água estagnada... perderíamos nossa essência e nossas qualidades, as quais nos dão vida.
beijinhos
Deus te abençoe!
Miriam

P.S.: Podería comentar no post mais atual. Mas me identifiquei mais com este. E, nele, tive mais facilidade em comentar.