10 novembro 2012

Último amor...


Podias chegar a mim…
Aceitar que sou assim…
E acender as chamas do caminho.
Acreditar que no fim
só poderei ouvir um sim…
Beijo e abraço cheios de carinho.

Sabes que estou aqui,
que espero ainda por ti,
até que me queiras de verdade.
Por tudo o que já vivi,
sei que eu nunca senti
amor que me desse felicidade.

Sou uma alma carente
de um mundo diferente,
que luta por sonhos e ideais.
Minha boca não mente,
meu olhar é transparente
e meu coração já sofreu demais…

4 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

um dia o amor vem e se entranha..

e fica...

Hanaé Pais disse...

Um Homem que não mente, com um olhar transparente?
Isso existe?

Daniel Aladiah disse...

Claro! Eu nunca minto...

Miosotis disse...

Olá Daniel,

Sempre que posso, venho ler-te. A tua poesia que nos poisa na alma!

Um dia virá...

Um beijo fraterno,
(adorei a imagem. Linda folha vermelha no trevo de quatro folhas.)

Ah! Não conhecia a banda. Gostei! A voz é linda!