12 fevereiro 2013

Outro sentir


Paciência.
Uma fase na continuidade.
Um desassombro não esperado.
Uma pincelada numa tela.
Um sonho que se repete.
Estar aqui e querer o outro lado.

Tolerância.
O outro é diferente do eu.
Uma viagem que não tem destino.
Uma partitura tocada baixinho.
Uma saudade encantada.
Um amor que dá voz ao desatino.

5 comentários:

Moonlight disse...

Meu querido amigo,

È sempre bom sentir esse desassossego,que nos eleva um pouquinho mais alto.

Bjinho cheio de luar

Anónimo disse...

Toco uma partitura para si para lhe dar alento.
A música é linda e diz tudo.
Simplesmente eu.

Anónimo disse...

"tendem os sonhos acordados, se forem nossos os sonhos, a serem as realidades que demoram ou se perdem, ou nunca se realizam,

ou passam a ser realidade e o sonho imaginário não é mera ficção!

Se esse sonho se repetiu, se foi um apelo pela paciência, então não foi um sonho acordado de ser sentido......

Não valem esses sonhos, são dor, transformados no nosso interior....


Criar no imaginário, sonhos de verdade, mesmo que jamais passem de simples e bonitos sonhos!

Ana disse...

Ter saudade é a prova de que tudo valeu a pena !

© Piedade Araújo Sol disse...

inquietude sempre viveu no Poeta.

beijo

;)