04 junho 2009

Não fora o sonho...


Não fora o sonho comandar a vida,
talvez a esperança acabasse nua,
queimada na praia da solidão…
Mas por saber que é merecida,
espero a mudança que se insinua,
olha em frente e me dá a mão.

Na subida, construo a montanha
com as pedras atiradas pela inveja,
que retribuo com o perdão…
Num jogo de perde e ganha,
nem sempre o que se deseja
vence, malgrado ter-se razão.

Somos seres inacabados,
que escolhem o seu escultor:
carreira, vício, riqueza…
No fim, estamos destinados
a ceder à força do amor,
a sermos seguros na incerteza.

10 comentários:

Fragmentos Betty Martins disse...

.__________querido Daniel


"pedra"______se - se conseguir ver.entender em termos individuais - pode-se tomar como "símbolo"______o homem. (na sua atitude mais bruta)

_____no entanto - um número elevado de pedras_____puderá ser classificado como um "templo"

.simbolizando porém________o colectivo da humanidade

________o que nos faz entrar no "tal jogo" do perder e ganhar


mas. dentro de nós se faz ouvir o ______grito.a.força da montanha


e naturalmente_____o amor nos entrega - todas as [in].certezas_____em que cada "pedra" atirada se pode construir algo maravilhoso

...


adorei o teu poema


__________________///







beijO_______ternO

tulipa disse...

OLÁ DANIEL

Muitos Parabéns pela tua linda poesia.

Atrasada nas minhas visitas, um pouco ausente da blogosfera, volto devagar...
Hoje li um post sobre:
"sucesso individual"...
Penso que foi o que acabei de obter.
Se quiseres comentar o meu post do blog "Deabrilemdiante" ficarei muito grata.

Beijinhos.
Bom fim de semana.

Anjo De Cor disse...

As tuas palavras fazem pensar na nossa existência... ;)
Gostei Muito, parabén!
Bjs*

BlueShell disse...

Excelente bofetada de "luva branca"!..."pedras atiradas pela inveja, / que retribuo com o perdão"...

e depois... sim, essa força Maior que é o Amor...e que nos alimenta e nos faz tremer, que nos dá júbilo e nos faz sofrer...temos isso por certo...

Bj

BShell

Arabica disse...

Daniel,


é também minha esperança que o amor seja, ainda que por último, a força a que tantos escultores errados no seu trajecto, se submetam.


O amor é a grande força construtiva,
a alavanca principal de energia
e de bem fazer.

Abraço.

Rosa disse...

Bonito, como sempre.

Ana disse...

A força do sonho e do amor. A força de ser assim como tu.

Um beijo, Daniel, com amizade.

Mallu Brasil disse...

Faz muito tempo que não te leio, mas foi muito bom voltar

Cöllybry disse...

Se o sonho comandasse a vida, como seria!que todos eles na Tua vida se realizem, doce amigo...


|)’’()
| Ö,)
|),”
|Doce beijo


ölhår_Îñðîscrëtö...Å ¢µ®¡ö§¡dädë

Anónimo disse...

Já nos dois primeiros versos, a sensação. Iria ler mais um dos teus trabalhos bem esculpidos e de profunda reflexão. Confirmado. Um belíssimo poema.

E se estamos destinados ao amor... a esperança nos dá a mão.

Beijos, carinho,
AdéliaTheresaCampos