18 dezembro 2012

No fundo do copo...


Esta solidão, que me enche a taça,
que me faz lacrimar em segredo,
que me traz a saudade do olhar…
No desejo utópico de uma graça,
que faça desaparecer todo o medo
e possamos ir além do sonhar…

Sem ti sou alguém sem ninguém,
uma gávea flutuando em mar alto,
respostas que não tiveram questões…
Nesta luta para tudo ficar bem,
vejo mais longe do que o salto,
entre as vidas iguais a milhões…

Sei o que quero, o que desejo,
neste vai e vem de verdades
fustigadas pelo fantasma da mentira…
Será que partir pode mais que um beijo?
E encontrar-te em todas as idades
é a dor do amor que jamais sentira…

2 comentários:

Moonlight disse...

Olá meu amigo Daniel

Passo para desejar um Feliz NAtal e deixar um bjinho em seu coração cheio de luar

© Piedade Araújo Sol disse...

a solidão pode ser apenas, transitória.
gostei muito do poema.
beijo